Prefeitura de Itupeva orienta com medidas preventivas contra o Novo Coronavírus

Notícias

Em virtude dos alertas emitidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), relacionados ao Novo Coronavírus (COVID-19), e a confirmação do primeiro caso da doença no Brasil, sendo um homem de 61 anos, morador em São Paulo, a Prefeitura de Itupeva vem adotando medidas preventivas e informativas, baseadas em ações do Ministério da Saúde.

Até o momento, não há nenhuma pessoa sendo monitorada na cidade. Mesmo assim, os profissionais de saúde e a população estão sendo orientados sobre a doença.

Como não existe vacina para prevenir a infecção, a melhor maneira de prevenção é evitar estar exposto ao vírus.

O Ministério da Saúde recomenda ações preventivas diárias para ajudar a prevenir a propagação de vírus respiratórios:

. Lavar as mãos com frequência, utilizando água e sabão (ao menos por 20 segundos). Na ausência de água ou sabão, use desinfetante para as mãos à base de álcool;

. Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não higienizadas;

. Evitar contato próximo com pessoas doentes;

. Permanecer em casa quando estiver doente;

. Cobrir a boca ou o nariz ao tossir ou espirrar, fazendo uso de um lenço de papel. Ao término, jogar o mesmo no lixo;

. Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocadas com frequência.

 

 

Sobre a doença

Conforme informações do Ministério da Saúde, o período médio de incubação da infecção por Coronavírus é de 5 dias, com intervalo que pode chegar até 16 dias.

Já o período de transmissibilidade ocorre em média 7 dias após o início dos sintomas. Mas, apesar disso, dados preliminares do Novo Coronavírus sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento dos sintomas.

Entre os principais sinais e sintomas da doença, normalmente a pessoa apresenta febre, tosse e dificuldade para respirar.

 

 

Definição de caso suspeito

. Febre e sintomas respiratórios (por exemplo, tosse e dificuldade para respirar) e, nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas, histórico de viagem à área com transmissão local;

. Febre e sintomas respiratórios e, nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas, que tenha tido contato próximo com caso suspeito para Coronavírus;

. Febre ou sintomas respiratórios e, nos últimos 14 dias, tenha mantido contato próximo com caso confirmado em laboratório para Coronavírus;

. Contato próximo: estar a aproximadamente dois metros de um paciente com suspeita de caso por Coronavírus, dentro da mesma sala ou área de atendimento por um período prolongado. O cuidado próximo pode incluir: cuidar, morar, visitar ou compartilhar uma área ou sala de espera de assistência médica ou ainda em casos de contato direto com fluidos corporais.

Em caso de sintomas suspeitos do Novo Coronavírus, procure o serviço de saúde e identifique-se imediatamente na recepção.