Fundo Social de Solidariedade reforça parcerias e oferece capacitação gratuita à população de Itupeva

Notícias

Oferecer capacitação gratuita de qualidade e gerar trabalho e renda à população são os principais objetivos do Fundo Social de Solidariedade de Itupeva, que mantém parcerias com grandes entidades educacionais e órgãos governamentais para atingir este objetivo.

Um exemplo disso é a união bem-sucedida com o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo que, a partir do Programa Via Rápida, contribui diretamente para a qualificação rápida, gratuita e de qualidade, oferecendo cursos alinhados com as vagas de emprego da região e também preparando o aluno para começar o próprio negócio.

A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Itupeva, Dani Marchi, destaca que as parcerias são fundamentais para o andamento das atividades. “Como nosso propósito é oferecer o melhor para a população, estamos sempre em contato com as entidades educacionais e órgãos governamentais, a fim de agregar conhecimento aos nossos alunos, que anseiam por oportunidades profissionais e sonham com o próprio negócio”, ressalta.

Nesta semana, dois cursos foram iniciados no Fundo Social de Solidariedade de Itupeva: Confeitaria e Barbearia - ambos aplicados pela Faculdade de Tecnologia (Fatec). “São os cursos mais procurados na atualidade, já que possibilitam um aprendizado rápido, gerando profissionalização na área escolhida e, o melhor de tudo, renda que contribui para o aluno e também para a sua família”, afirma Gustavo Guerreiro da Silva, coordenador do Programa Via Rápida na região.  

Com duração de 20 horas, a primeira turma de 2020 do curso de Confeitaria é formada por 12 alunas, e é ministrado pela chefe de Gastronomia, Ana Lúcia Cândido. “Ao longo do curso, vou enfatizar diversos temas teóricos, como: contaminação cruzada, higienização de alimentos e ambientes. A parte prática será focada no preparo de cremes, massas (aeradas, secas, cremosas e amanteigada), recheios, trufas e pão de mel. Trata-se de um curso que possibilitará um bom conhecimento para quem pretende atuar nesta área, incluindo técnicas de vendas, de precificação, de embalagem, armazenamento e durabilidade”, descreve.

A aluna do curso de Confeitaria, Maria Eduarda Marinho da Silva, de 19 anos, que reside no bairro Portal Santa Fé, está muito otimista. “Eu gosto demais desta área de gastronomia e confeitaria e, por este motivo, ingressei neste curso. A minha intenção é atuar profissionalmente nesta área”, confirma.

O curso de Barbearia, com duração de 60 horas, também reúne 12 alunos, nessa primeira turma deste ano. O professor Francisco Campos explica que durante a capacitação ensina técnicas para o corte de cabelo, barba e visagismo (arte de descobrir o que o cliente deseja expressar a partir da sua imagem). “O curso é completo, enfatizando a parte histórica, ensinando técnicas de higienização, custo, doenças capilares e também a parte prática.”

Elisângela Batista de Oliveira, de 33 anos, que mora na Vila São João, é uma das alunas do curso de Barbearia. Ela explicou que já atua na área da beleza. “Foi por este motivo, que ingressei neste curso para aprimorar meus conhecimentos e estar sempre atualizada com as novidades da área”, ressalta.

Serviço – O Fundo Social de Solidariedade funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, na rua Professora Deolinda Silveira de Camargo, 100, no Jardim São Vicente.

Para mais informações sobre cursos e capacitações, o telefone é (11) 4496-3131.

_MG_7999.jpg

_MG_7943.jpg

_MG_7974.jpg

_MG_7928.jpg