Cão Max é acionado para investigação em Alumínio

Notícias

Na manhã de terça-feira (10) o cão farejador Max, do Canil da Guarda Civil Municipal de Itupeva, recebeu uma convocação para ajudar em uma investigação policial em Alumínio. A Polícia Civil investiga o desaparecimento de uma jovem de 19 anos depois de ir até uma farmácia para comprar fraldas para a filha.

Antes de ir à campo, o instrutor GCM Santos, o cão k9 e o GCM Martins foram até a residência de Aline Dantas Silva, onde foi coletado odores em roupas, peças de tecido, tênis e outros objetos pessoais.

O cão Max é certificado pela CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia), na modalidade Mantrailing (busca por meio de um odor de referência) Nível 1. Ele é da raça Bloodhound e tem três anos de idade. Já auxiliou em buscas nas cidades de Indaiatuba, Piedade, Araras e Araçariguama, ambas em São Paulo, além da cidade mineira de Senador Amaral.

O mantrailing é uma modalidade de treinamento de faro para busca que parte do instinto de caça dos cães e de sua habilidade natural de trilhar, utilizando o odor característico de cada indivíduo a ser localizado. Esse treinamento é o que torna possível a busca por pessoas desaparecidas.

Max GCM Aluminio 2