Em jogo eletrizante e com 16 gols, PSG é bicampeão da primeira do futsal

Notícias

O Ginásio Dorival Raymundo recebeu um ótimo público na última sexta (30) que presenciou um jogo eletrizante pela final da primeira divisão do futsal, entre PSG e Liverpool. No primeiro jogo o PSG levou a melhor e venceu por 6 a 4 e só precisava administrar a vantagem para se consagrar. Mas, acabou deixando a partida ir para a prorrogação e dar esperanças ao Liverpool.

“Tivemos uma final eletrizante! Fazia tempo que não tínhamos um jogo tão bom quanto esse. O segundo tempo foi um jogaço de bola. Uma final digna de primeira divisão, com ginásio lotado e a torcida vibrando em todos os lances”, comentou Robinson Toledo, secretário de Esportes e Lazer.

Essa partida, entre PSG e Liverpool, foi um confronto de campeões. É que o PSG era o atual campeão da primeira do futsal. Enquanto isso, o Liverpool havia sido campeão da segunda divisão do ano anterior. À título de curiosidade, os dois times são da região do Parque das Hortênsias.

O jogo

No primeiro tempo, parecia que o PSG não teria trabalho para conquistar o título, já que vencia por 5 a 1. O primeiro gol da partida foi marcado por Wesley, aos 11 minutos, após falha da marcação do Liverpool.

Depois, aos 17 minutos de jogo, Felipe Átila ampliou a vantagem para o PSG. Um minuto depois, Israel descontou para o Liverpool. Menos de dois minutos depois, após uma jogada ensaiada com bola parada, Renato marcou o terceiro do PSG.

O Liverpool não tinha nada a perder e começou a assustar o PSG. Mas, numa bola de contra-ataque, o PSG marcou mais um, desta vez com Guilherme Ito – que dedicou o gol ao próximo herdeiro que está a caminho. Faltando 11 segundos para o fim do primeiro tempo, após uma bola roubada, Wesley marcou mais um para o PSG e fechou a primeira etapa com um placar de 5 a 1.

Como a vantagem estava mais do que concreta, o PSG entrou para o segundo tempo com algumas mudanças em quadra, deixando no banco os seus principais jogadores. Isso fez com que o Liverpool avançasse em quadra, mostrando que não entregaria o título ao PSG de forma fácil.

Aos 8 minutos do segundo tempo, Petterson marcou para o Liverpool. Dois minutos depois, o mesmo atleta marcou mais um e diminuiu a vantagem do PSG. A partir daí, o Liverpool passou a acreditar no seu potencial e marcou mais um, com o camisa 17. Assustado, o PSG conseguiu marcar mais um gol, com Renato, deixando o placar em 6 a 4. Com o resultado, o PSG ainda garantiria o título no tempo regular.

Faltando 4 minutos para o fim do jogo, o Liverpool passou a usar o recurso do goleiro linha, que surtiu efeito. Faltando 3 minutos e 22 para o encerramento da partida, Ednan marcou o quinto gol do Liverpool. Restando 2 minutos e 57, Fabiano Stilingue fez o gol de empate e levou a torcida que estava no Ginásio Dorival Raymundo ao delírio. Mas, o empate ainda garantia o título ao PSG. Wesley, novamente, marcou mais um para o PSG e o placar ficou em 7 a 6.

A equipe do Liverpool não perdeu as esperanças e passou a jogar contra o tempo. Aos 33 segundos do fim, Israel fez o gol de empate da partida. Menos de 8 segundos depois, Peterson marcou mais um e colocou o Liverpool à frente do placar, que ficou em 8 a 7, e levou a partida para a prorrogação.

Mas, não teve jeito. O Liverpool até tentou, mas Felipe Átila marcou o único gol da prorrogação, aos 3 minutos e 50 de jogo, e garantiu o bicampeonato ao PSG.

Destaques e homenagem

Entre tantos destaques desta grande final, dois chamaram a atenção: o goleiro Igor do PSG e a superação da equipe do Liverpool. O arqueiro do time campeão ganhou a vaga no decorrer do campeonato e na grande final, realizou grandes defesas, que fizeram com que o Liverpool precisasse de muito esforço para levar o jogo para a prorrogação.

“Esse é o primeiro ano que eu jogo em Itupeva e já conquistei o título. Demos uma cochilada no meio do jogo e acabamos levando para a prorrogação. Mas, acabou dando tudo certo!”, disse Igor Amadeu de Oliveira, goleiro do PSG.

Em uma partida com 16 gols, uma comemoração rendeu uma bela homenagem. Guilherme Ito, atleta do PSG, dedicou seu feito ao herdeiro que está chegando. A companheira, Michele, espera o segundo filho do casal.

“Acho que hoje foi um jogo digno de final! O jogo começou muito morno e depois aconteceu tudo isso. Agora é só comemorar! Esse é meu quarto título no amador e meu gol desejei ao meu próximo herdeiro que está vindo por aí”, explicou Guilherme.

Premiações

Além do PSG e do Liverpool, que ficaram com o outro e a prata, respectivamente, foram entregues outras premiações na última sexta (30). A equipe do Pire Pack/Wogel levou o troféu de melhor defesa. O campeão, PSG, de fair play. O artilheiro do campeonato foi o Fabiano Stilingue, do Liverpool. O melhor técnico foi eleito Antônio Aragão, do PSG.

Participaram da final a vereadora Ana Paula Marciano e o vereador Edicarlos Luna.

Psg campeao primeira 7

Psg campeao primeira 6

Psg campeao primeira 5

Psg campeao primeira 4

Psg campeao primeira 2

Psg campeao primeira 1

Psg campeao primeira 9

Psg campeao primeira 11

Psg campeao primeira 10