Primeira-Dama participa da abertura da Semana de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Notícias

Na noite desta segunda-feira (13), representando o prefeito Marcão Marchi, a presidente do Fundo Social de Solidariedade, primeira-dama Dani Marchi participou da cerimônia de abertura da Semana de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, no Espaço HTPC. Entre as ações programadas estão palestras e cinema gratuito.

“Sempre ressalto que precisamos tomar uma posição e sejamos responsável por aquilo que nos cabe, temos que prestar atenção nas nossas atitudes e nas formas de conduzir nossas vidas e de quem está próximo, sempre falamos nas campanhas, criança não namora, precisamos mudar essa cultura, é só um namoradinho, a partir desse momento abre espaço para um carinho, no qual conduz para a pessoa má intencionada se aproximar das crianças e adolescentes a praticar o abuso”, comentou Dani Marchi.

A Semana de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é uma campanha nacional e em Itupeva é promovido pela Prefeitura através da Secretaria de Desenvolvimento Social. “As ações de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescente têm como objetivo sensibilizar e orientar a população, sobre um problema que aumenta ano a ano em nosso país, disse Aline Alves, secretária de Desenvolvimento Social.

A cerimônia de abertura também contou com a presença da presidente do Conselho Tutelar de Itupeva, Cláudia Becker, da presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Priscila Ferreira, da coordenadora do CREAS, Mônica Governici, do sargento da Polícia Militar, Kohller, da presidente da Câmara dos Vereadores, Tatiana Salles, da vereadora, Ana Paula Marciano, da escrivã técnica judiciária, Benedita Marconi.

Entenda - No dia 18 de maio de 1973, a menina Araceli Cabrera Sanches, então com 8 anos, foi drogada, espancada, estuprada e morta por membros de uma tradicional família capixaba. O crime bárbaro, ocorrido em Vitória, no Espírito Santo, foi amplamente divulgado e chocou todo o país.

Em 1998, cerca de 80 entidades públicas e privadas, reuniram-se na luta pelo fim da exploração sexual e comercial de crianças e adolescentes. Nesse encontro surgiu a ideia de criar um dia nacional como marco da luta contra o abuso. A então deputada federal Rita Camata, criou o projeto de lei instituindo a data de 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil.

O projeto foi sancionado em maio de 2000. Desde então, todos os anos são promovidas atividades em todo o país para conscientizar a sociedade e as autoridades sobre a gravidade da violência sexual contra crianças e adolescentes. A data também procura manter viva a memória nacional do crime sofrido por Araceli.

Confira a agenda:

Palestras

Dia 15 (quarta-feira) às 9h
Local - HTPC
Tema – Desafios e possibilidades no enfrentamento ao abuso e exploração Sexual Infantil

Dia 16 (quinta-feira) às 10h
Local - CRAS Parque das Hortênsias
Tema – Família que conhece protege

Dia 16 (quinta-feira) às 14h
Local – CRAS Central
Tema – Família que conhece protege

Cinema

Dia 14 (terça-feira) às 19h
Local - Parque das Hortênsias
Filme - Liga da Justiça

Dia 16 (quinta-feira) às 14h
Local -  Centro de Convivência do Idoso
Filme - O Exótico Hotel Marigold

Dia 16 (quinta-feira) às 19h
Local - Ginásio Adolpho Barbi, Rio das Pedras
Filme – Pantera Negra

Dia 17 (sexta-feira) às 19h
Local - Centro de Convivência do Idoso
Filme –  Um Amor de Vizinha

Dia 17 (sexta-feira) às 19h
Local - Parque da Cidade
Filme – Os Vingadores, Guerra Infinita